“Definitely, Maybe”, de Adam Brooks

22 abr

definetly_maybeCorro atrás dos filmes do roteirista americano Adam Brooks desde que descobri que ele escreveu minha comédia romântica predileta, French Kiss. Mas depois de assistir a dois novos filmes dele, Winbledon e Definitely, Maybe (Três vezes amor), já estou desistindo.

Estou começando a achar que o Adam Brooks não escreve mais, só empresta seu nome. Enfim, isso pode ser uma grande calúnia.

Para quem não viu o filme, ele conta a história do assessor politico William, que está prestes a se divorciar da mãe de sua filha, Maya, uma menina bastante curiosa que, para ajudar o pai a ser feliz, resolve perguntar a ele todos os detalhes de sua história amorosa, do começo até os dias atuais.

Ele então descreve seus relacionamentos com três mulheres bem diferentes, trocando os nomes, para que Maya descobrisse sozinha quem era a sua própria mãe. No final, ela termina ajudando o pai a entender seus próprios sentimentos e a descobrir a quem ele ama de verdade.

É bom, mas nem tanto.

Cenas que eu gostei:
1. Quando William (Ryan Reynolds) treina a proposta de casamento com April (Isla Fischer):
– “Emily?”
– “Yes, William..” ☺ A cara da atriz Isla Fischer é impagável.

2. Rachel Weisz cantando “Ive got a crush on you”.

Anúncios

Uma resposta to ““Definitely, Maybe”, de Adam Brooks”

  1. dehdemari abril 25, 2009 às 8:18 pm #

    Eu achei o filme bem bonitinho, mas concordo que poderia ter sido melhor!
    🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: