Casablanca e o subtexto

30 set

Casablanca,_title

“Diálogos em Casablanca têm muito texto subentendido. Quando Rick, na mesa com Laszlo, Renault e Ilsa, surpreende a todos mencionando alguns detalhes específicos em relação à última vez que eles se encontraram (“Era o ´La Belle Aurore.´ Os alemães vestiam cinza, você se vestia de azul”). Aqui o texto subentendido está dizendo: “É como se fosse ontem para mim”. Quando ele se queixa a Sam, dizendo: “De todos os bares do mundo, ela entra no meu”, significando “Eu ainda a amo”. Quando Ilsa pergunta a ele: “Mas e nós?”, Rick responde: “Sempre teremos Paris”, o subtexto é “Temos de dizer adeus mas eu nunca vou esquecê-la”.

Tente fazer o oposto, tente substituir as linhas com a minha “transcrição”. Você percebe o quanto elas perdem? Ninguém nunca se lembraria delas”.

Copyright: Cineuropa.

Esse trecho da segunda aula do curso de roteiro do Cineuropa me fez correr para assistir a Casablanca (1942), um filme pelo qual eu nunca me interessei, apesar dele ser um famoso clássico.

Mas nessa segunda aula, o professor destaca que os diálogos são a oportunidade do roteirista desenvolver seu talento literário, e que as falas deveriam ser trabalhadas de forma a não tornar o tema da cena explícito. Ou seja, as “entrelinhas” são o que tornam um filme inesquecível.

Realmente, quando somos levados a pensar mais um pouco para entender o que o personagem quer dizer, nossa imaginação ganha espaço para entrar em atividade, e o filme passa a prender mais a atenção.

Casablanca se passa quase todo dentro de um bar, mas não é monótono (!). Foi dirigido por Michael Curtiz, e tem roteiro baseado em peça teatral de Murray Burnett e Joan Alison, adaptado por Julius J. Epstein, Philip G. Epstein, Howard Koch e Casey Robinson.

Anúncios

Uma resposta to “Casablanca e o subtexto”

Trackbacks/Pingbacks

  1. A Casa de Up – Altas Aventuras « Meeeu Blog - agosto 5, 2010

    […] Up – Altas Aventuras Eu escrevi este post sobre o subtexto no filme Casablanca e percebi outro uso deste subtexto no filme Up (dentre vários). Carl, o personagem principal, é […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: