Publicidade e jornalismo: juntos, porém separados

22 mar

Lembro quando me disseram que a publicidade é que sustenta o jornalismo, pois é do dinheiro dos anúncios que jornais e revstas tiram seu sustento. Eu soube na época da faculdade, e lembro que fiquei chocada (como assim?); simplesmente depois compreendi que a renda dos veículos não pode vir apenas da venda dos exemplares e assinaturas. Resignei-me, pensando que, se a publicidade nos fornecia dinheiro, nós criávamos o espaço para serem publicados os anúncios.

Só agora entendi que esse tal “espaço” criado pelos veículos de comunicação é chamado de mídia (que deve englobar mais do que os tradicionais veículos que conheço: jornal, revista, TV, rádio e internet. Afinal, outdoor também deve ser mídia, assim como outbus e até aqueles adesivos de carro).

Compartilho uma frase do blogger Dani Koetz: “Faço post pago sim e não sinto culpa alguma. Parto do princípio de que, onde há visualização do público, há interesse em anúncio. Sempre foi assim: em rádios, jornais, revistas, TV e, hoje, na internet” (fonte).

O jornalista não trabalha com o objetivo de criar esse espaço de visualização que vai gerar receita publicitária. Não, o jornalista é ensinado que o jornalismo tem um papel social importante, e é no cumprimento desse papel que ele se realiza. Não pensamos em gerar espaço para anúncios quando nos sentamos para redigir uma matéria ou quando vamos para rua com uma pauta. O objetivo que temos em mente é levar informação útil e relevante para o público, para a sociedade.

Vamos em busca do fato importante, alguns, da denúncia, outros, da novidade, mas sempre de algo relevante. Acho que daí vem um certo senso de nobreza que sempre senti em relação ao jornalismo. Achava que, num momento de crise, por exemplo, a publicidade se retrai, enquanto que o jornalismo, apesar de sofrer também alguma retração, permanece, pois tem uma função social “maior” que a publicitária. Mas isso é discussão para outro post.

Seria bom que o pessoal de publicidade tivesse isso em mente também. É importante esse diálogo entre estas duas áreas tão interligadas e interdependentes, mas que caminham separadas, e às vezes, em sentidos opostos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: