Arquivo | Cinema RSS feed for this section

Narrativas

27 set

“Em parte, questões sobre conteúdo e forma dos videogames são, de fato, indagações sobre o próprio poder da narrativa. A narrativa é um de nossos mecanismos cognitivos primários para a compreensão do mundo. É também um dos modos fundamentais pelos quais construímos comunidades, desde a tribo agrupada em volta da fogueira até a comunidade global reunida diante do aparelho de televisão. Nós contamos uns aos outros histórias de heroísmo, traição, amor ódio, perda, triunfo. Nós nos compreendemos mutuamente através dessas histórias, e muitas vezes vivemos ou morremos pela força que elas possuem.”

Janet Murray

Cinema e Vida

25 ago

“A tentativa mais bem-sucedida de retratar múltiplas realidades alternativas dentro dentro de uma história linear e coerente é a comédia de Harold Ramis, ‘Feitiço do Tempo’ (Groundhog Day, 1993), na qual um egoísta e amargo meteorologista chamado Phil é obrigado a reviver um único dia de inverno numa cidade caipira da Pensilvânia até que ele faça tudo certo. O filme funciona em parte porque nunca tenta explicar a razão de Phil acordar sempre no mesmo dia”. p. 48 Livro “Hamlet no Holodeck”, Janet Murray

Não precisa explicar, porque muitos de nós já tivemos – ou temos – a sensação de “pararmos no tempo”, tentando reviver, refazer, um trecho do nosso passado que consideramos importante, e que achamos deveríamos ter feito “a coisa certa”.

“Danny Rubin e Hal Ramis, o escritor e o diretor de “Feitiço do Tempo”, tiveram ade brigar com o estúdio para evitar a inclusão de uma “maldição cigana” no filme, que explicaria os apuros de Phil. A premissa de Rubin partiu da ideia de mudar as regras da vida para ‘o tipo de sujeito … que parece simplesmente incapaz de deixar sua adolescência para trás. Ele se perguntava: ‘Se alguém assim pudesse ter uma vida longa o bastante, será que conseguiria superar isso?… Em que momento ele ficaria tão entediado consigo mesmo que tentaria se tornar uma pessoa diferente?'” (v. Lippy, “A Talk with Danny Rubin”, 183, e Lippy, “Harold Ramis on Groundhog Day”, 53).

Quantos de nós não agimos assim? Permanecemos no limiar da vida adulta, sem ter a coragem de abandonar a área próxima da soleira da porta.

Tio Boonmee, que pode recordar suas vidas passadas

29 mar

 

Um filme contemplativo, com pouquíssimos cortes e poucas falas, que tem uma proposta bem diferente da maioria dos filmes que costumo assistir.

Valeu muito a pena conhecê-lo, pois se trata de um filme conceitual, cheio de referências e que mostra uma outra cultura de forma bem realista, além de falar de um tema importante – a morte, o mundo dos espíritos – de uma maneira nova, fazendo referência às lendas, mitos, crenças e tradições da Tailândia, onde foi filmado.

Valeu, Tiago 🙂

Em cartaz no Cinema da Fundaj.

O Ritual

15 mar

O Discurso do Rei

15 mar



NY Film Academy in Brazil

2 set

“New York Film Academy Attending Education Fairs in Brazil

The New York Film Academy will be attending the EducationUSA Fair in Sao Paulo, Brazil, on Wednesday, September 8, and in Rio de Janeiro, Brazil, on Thursday, September 9.

Come to the fair and meet a NYFA representative to get all of your admissions questions answered.

Visit the New York Film Academy booth. No reservation is required to attend the recruitment fair.

Fair Information:
Wednesday, September 8 – Sao Paulo, Brazil
Intercontinental Hotel & Resorts – Alameda Santos, 1123
5pm to 9pm: Student Recruitment Fair

Thursday, September 9 – Rio de Janeiro, Brazil
J.W. Marriott Hotel, Av. Atlantica, 2600, Copacabana, Rio de Janeiro
5pm to 9pm: Student Recruitment Fair

Continue lendo

“Há coisas piores do que isso”

19 ago

“Megara (to Hercules who starts going):
– What are you doing? Without your strength, you’ll be killed.

Hercules: There are worse things”.

Great line. From Hercules Script.