Archive | Comédia romântica RSS feed for this section

Vice-versa

18 ago

Assisti a “Ela é o cara” (She’s the man). É uma comédia romântica adolescente, que brinca com preconceitos de ser menino ou menina. Como gosto de cinema americano, eu gosto deste filme, mas não é indicado para quem só assiste a  filmes “complexos”.

Lembrei-me de outros filmes em que um homem se passa por mulher e vice-versa, situação que sempre rende bons roteiros para escritores. Há a classica Madame Butterfly, o divertido Tootsie, com Dustin Hoffman, Uma babá quase perfeita (Mrs. Doubtfire), Quanto mais quente melhor, Garotos não choram e E se eu fosse você (com um enfoque diferente)

The Holiday

14 ago

“Iris, if you were a melody…

I used only the good notes.”

Esta é a minha cena favorita do filme “O Amor não tira férias” (The Holiday), quando Iris e Miles improvisam a letra da canção de Arthur. Deveriam ter feito durar uns 20 minutos (!). É o trecho que vai do minuto 4:00 ao 5:47 neste vídeo.

O texto e a direção é de Nancy Meiers, a mesma de “Do que as mulheres gostam”,  e “Alguém tem que ceder”. Veja o trailer aqui.

Foto: NYTimes

Comédia romântica “Apenas o Fim”

14 jun
O estudante de apenas 20 anos Matheus Souza convidou os atores Érika Mader e Gregório Duviver, que também são seus colegas de faculdade e tablado para serem os protagonistas desta comédia romântica, “Apenas o Fim”.
O filme estreou no dia 12 de junho em alguns (poucos) cinemas.
Apesar do baixo orçamento, pelo trailer, pode-se ver que o longa-metragem foi bem feito e tem um roteiro criativo e divertido. “Sempre me perguntam qual foi a minha maior dificuldade nas filmagens. Não sei. Acho que era decidir quem ia pagar o pão na chapa do dia”, disse Gregório em uma entrevista para o jornal O Globo.

Fonte e trailer: PipocaBlog

A Sogra – Monster-in-Law

1 jun

a_sograMais um filme em que a atuação da atriz principal resulta em diversão. Jane Fonda está fantástica nesse A Sogra (Monster-in-law), um filme cujo plot é bem simples, baseado no estereótipo  da sogra “má”, mas que termina sendo uma excelente surpresa.

Além da atuação de Jane Fonda, J. Lo também está muito bem no papel. Eu tinha um certo preconceito em relação a ela, mas hoje em dia começo a achar que a sua atuação é bastante profissional e que ela se dedica bem a seus papéis.

Um dos melhores momentos acontece durante um jantar, em que a personagem de Jane Fonda, ajudada pela sua assistente, que também é muito bem representada pela atriz Wanda Sykes, tentam evitar que a personagem de Jennifer Lopez coma um moho que tem nozes triturados (pois ela é alérgica a nozes). Vale a pena assistir.

Roteiro: Anya Kochoff

My life in Ruins: nova comédia romântica de Nia Vardalos

27 maio

my_life_in_ruinsmovie Nia Vardalos representa a personagem principal e é co-roteirista do filme My Life in Ruins, dirigido pelo mesmo diretor de “Como perder um homem em 10 dias”, Donald Petrie.

O roteiro original é de Mike Reiss (The Simpsons), mas foi reescrito por Nia, uma atriz e roteirista canadense de origem grega que escreveu o filme “O casamento grego” e o recente “Eu Odeio Dia dos Namorados”, que ainda está em cartaz em alguns cinemas.

O My Life in Ruins deve seguir o mesmo estilo dos outros e chega no Brasil em setembro deste ano.

Fonte e foto: PipocaBlog

Sequência mais famosa de Singing in the rain

16 maio


Essa é a cena mais famosa do filme Singing in the Rain (Cantando na Chuva), de 1952.

Gene Kelly foi coreógrafo do filme e também um dos diretores, além de representar o personagem principal, um ator bem sucedido que vive na época de transição do cinema mudo para o falado. Essa transição é fundamental para o argumento do filme.

Diz-se que o filme custou apenas US$ 2,5 milhões e que foi praticamente ignorado pela mídia, além de render apenas US$ 7,7 milhões em todo o mundo. Não recebeu nenhum Oscar, apesar das duas nominações.

Hoje em dia, é um dos musicais mais famosos, vistos e apreciados do cinema.

A cena do avião – French Kiss

15 maio

Algumas cenas de French Kiss (Surpresas do Coração), com Meg Ryan (Kate) e Kevin Kline (Luc Thessier), na cena da decolagem.

Kate tem pavor de voar, é o seu primeiro voo, ela precisa ir do Canadá para Paris porque o noivo dela se apaixonou por uma francesa durante uma viagem de negocios. Luc senta ao lado dela no avião.

Detalhe que o passageiro do pescoço engessado é o próprio roteirista do filme, Adam Brooks.

Eu amo esse filme! Enjoy.